Dias delix em setembro!

Oficialmente o verão já chegou ao fim, mas os dias lindos e quentes ainda não. Setembro é um ótimo mês, tanto por causa da temperatura que ainda beira os 28 graus, tendo as noites mais frescas, como também pelo movimento do turismo, onde a ilha ainda é visitada, mas os preços caem, não há trânsito e a tranquilidade se faz presente.

Eu amo Milos em setembro, e se você quer visitar a ilha, venha nessa época. Eu mesmo com uma bebê de 4 meses vou para todos os lugares com ela. Praia, restaurante, voltas pelo parque e muito mais.

Milos é um paraíso e é perfeito se você tiver filhos. Ar puro, segurança, lindos lugares, natureza e muitas cores que fazem qualquer filho ficar curioso.

Dos meus últimos passeios, relembro à ida a Forkovouni, uma vila de pescadores, que fica próxima de Plaka onde vivo. Águas calmas, casinhas ao redor e um ótimo lugar para visitar.

Se quer dica de comida boa e lindo visual, que tal ir até Provatas. Ótima estrutura e você pode escolher em qual dos dois lados da praia ficar. Os dois possuem restaurante. Em um o acesso à praia fica bem em frente, e o outro, há uma escada para se chegar até o mar.

14344725_10153740678967026_5963006329978719560_n

14344333_10153749173492026_5037296721391525812_n

Claro que quando visitar Milos precisa subir até Plaka. Vá até a igreja Mármara apreciar o por do sol, e o rolê vale até para a noite. Eu adoro ir até lá respirar ar fresco quando o sol já está dizendo Adeus.

14233103_10153729856647026_6786292552560532266_n

14264115_10153742604012026_8401674150065904561_n

É isso, vamos aproveitar a vida! No próximo post te conto as curiosidades sobre a Vênus de Milo, que foi descoberta aqui nesse paraíso. Até lá!! 🙂

Fique ligado na fan page que sempre tá atualizada com fotos e vídeos dos rolês e muito mais!! E se tiver pensando em visitar a Grécia ou já está com as malas prontas, me escreve!!

 

 

 

 

Apareceu a Margarida!

Olá, Kalispera!!!

Sumi sim e por um super lindo motivo: virei mamãe. Minha filhota nasceu no dia 24/05 e desde então desapareci. Sabe como é né: ser mamys 24 horas por dia é um prazer imensurável, mas também dá trabalho.

Voltamos ao nosso paraíso!! Estamos em Milos para mais um verão que está bombando. Calor, praias, turistas do mundo todo e aquela brisa e atmosfera que só um verão grego pode trazer.

Bem, se você não desistiu de mim, bem vindo novamente!! Estou de volta e vamos voltar a explorar juntos esse país maravilhoso que me acolheu tão bem e que tantas boas coisas nos reserva.

 

 

Santorini – o charme de uma ilha vulcânica

11930675_10153007578752026_2067238537_n

Morar em Milos, além de ser uma benção pelo paraíso que é, também é incrível pela localização, e pela facilidade de ir para outras ilhas das Cíclades. Quando recebi no mês passado meu pai e minha irmã aqui, resolvemos passar 2 dias em Santorini, afinal, com apenas 2 horas e meia de viagem, e por ser a ilha famosa número 1, não podíamos perder a oportunidade.

Santorini (Σαντορίνη), chamada oficialmente Tira (em grego: Θήρα) e Tera na Antiguidade, é uma ilha no sul do mar Egeu, a cerca de 200 quilômetros a sudeste da Grécia continental. É a maior ilha de um pequeno arquipélago circular que leva o mesmo nome e é o resto de uma caldeira vulcânica. A ilha possui cerca de 73 quilômetros e aproximadamente 14 mil habitantes. A ilha nasceu por sua maior e mais forte erupção por volta de 1680 a. C, e todas as ilhas que se formaram à sua volta, são parte de uma cratera, e fez com que Santorini tivesse essa forma.

No dia 19 de agosto saímos bem cedo de Milos, pegamos o ferry boat por voltas das 10h do porto de Adamas e embarcamos rumo à ilha. Estávamos empolgados, assim, que como não teríamos tanto tempo lá, resolvemos alugar um carro para podermos nos movimentar e ficarmos livre para circular. Bom, para começar, fomos em altíssima temporada, sabíamos que os preços seriam salgados.

Alugamos um carro pequeno para 3 pessoas e a diária custava 70 euros fora os impostos. Conseguimos um hotel bom comparado com a alta temporada que fomos, e ficamos hospedados na praia de Kamari, um lugar tranquilo, que foge do burburinho de Oia, e por isso foi uma ótima escolha.

A praia de Kamari estava localizada há 5 minutos do nosso hotel Adonis. De areia preta e pedras, a praia tem um visual bonito. Um recomendação é comprar sapatos especiais para nadar e caminhar, custa cerca de 7 euros, e é um bom investimento para não machucar o pé e ficar.

11349062_10153007560562026_702080730_n

11930675_10153007578742026_855944391_n

11930675_10153007578747026_1078976130_n

Santorini tem um visual charmoso como qualquer ilha da Grécia, mas já tem cara de cidade, e em alta temporada tudo fica cheio e caro. Estando lá, a primeira coisa que fizemos foi nos locomover até Oia, leia-se Ia, queríamos conferir o “sunset” mais famoso do mundo, e já nos preparamos para enfrentar trânsito, disputas pelos melhores lugares e turistas do mundo todo.

Chegamos por volta das 18h da tarde para procurar um bom lugar, resolvemos sentar e esperar, até porque se não fizéssemos isso, perderíamos a nossa super visão. Máquinas à postos e começa o por do sol, que sim é lindo, termina no mar, tem todo o visual da Caldeira, da igreja de domo com o teto azul, tem sua beleza e é um ótimo lugar para meditar e agradecer.

O entardecer pra mim de qualquer lugar é a melhor oportunidade para agradecer por todos os momentos mágicos, pela oportunidade de morar em um lugar lindo e poder curtir momentos tão especiais com as pessoas que tanto amo.

11938155_10153007560592026_1042690022_n

11938709_10153007578702026_1705766652_n

11992120_10153007578762026_397079533_n

11992425_10153007578797026_762444240_n

11992631_10153007578727026_1771152612_n

A única coisa que não gostei de Santorini foram os preços. Tudo é muito muito caro. Quatro vezes mais que Milos para comer, e para você ter uma ideia a mesma cerveja que aqui você compra por 3.50, lá custa 7. Santorini é super turística e não recomendo ir em alta temporada. Viaje em baixa temporada para lá, entre os meses de maio e junho ou final de setembro, porque além de você conseguir preços mais honestos, vai poder curtir muito mais sem muita gente, sem caos, afinal você está em uma ilha e quer relaxar, não é mesmo?

No dia seguinte, depois de tomar o café da manhã, fomos passear e visitar mais lugares. Paramos para ver a caldeira vulcânica, que depois de uma gigantesca erupção destruiu os primeiros assentamentos humanos que existiam na antiga ilha, criando assim, a caldeira geológica atual.

Essa enorme lagoa central mede cerca de 12 por 7 km, é cercada por 300 metros de altura de íngremes penhascos, em três dos seus lados. É possível caminhar pela caldeira e sentir como é estar dentro de um vulcão e seus destroços. Hoje em dia, o que permanece ativo é um caldeira cheia de água, mas vale lembrar que Santorini é o centro vulcânico mais ativo do sul do mar Egeu. A região registrou sua primeira atividade vulcânica cerca de 3-4 milhões de anos atrás, apesar de vulcanismo em Tera ter começado cerca de 2 milhões de anos atrás.

Depois de visitar a caldeira, fomos conhecer a “Red Beach”, que tem esse nome por possuir rochas avermelhadas. Essa praia é uma das mais famosas da ilha e impressiona pelas rochas vulcânicas e pela cor, que em constraste com o mar forma um visual bem bonito. De areia grossa, pedras de cor preta, e visual exótico em constraste com o mar azul, faz dessa praia uma das mais procuradas. Para se chegar nela, é necessário estacionar o veículo no estacionamento e caminhar. Depois, você vai avistar a praia de cima e vai descendo por uma trilha até chegar na areia. Se decidir passar um tempinho por lá, leve lanchinhos, água e tudo o que precisa. A Read Beach não é uma praia que tem estruturas de bares.

11994275_10153007560532026_80903333_n

11994418_10153007578732026_686998191_n

11994418_10153007578767026_1763252888_n

11996971_10153007578782026_480587104_n

11997315_10153007560567026_801175288_n

11997492_10153007578722026_1791516614_n

11998008_10153007560542026_1530540685_n

11998434_10153007560572026_579082969_n

11998576_10153007578792026_11937196_n

11998725_10153007560597026_1451644470_n

Bom, meu tempo em Santorini foi curto, mas conseguimos rodar pelos locais mais importantes, ir em alguns não turísticos e até aqueles intransitáveis como o centro de Fira, local cheio de ruas estreitas, lojinhas, restaurantes e muitas muitas pessoas.

Fique ligado no blog porque tem muitos posts novos chegando. Fiquei um tempo off, mas foi por um motivo, visitando novos lugares e preparando novos conteúdos cheios de lugares mágicos para você se animar ainda mais, arrumar as malas e sair para explorar locais lindos nesse mundão.

Brazucas em Milos e um pouco mais da história desse paraíso azul

Esses dias por aqui ando falando português, e ahhhh como isso é bom. Fico feliz – Harumini – em grego. Me lembro que no ano passado, quando fiquei 2 meses na ilha, encontrei somente com um casal do Rio de Janeiro. Mas, a temporada está só começando e entre ontem e hoje muitos brasileiros de Porto Alegre, Brasília e de São Paulo.

É muito bom porque Milos é uma ilha não tão famosa, mas que aos poucos vem sendo descoberta, também pudera, o lugar além de ser pra lá de especial, com gente hospitaleira, boa comida, praias maravilhosas, sossego, é ideal para você que quer curtir uma viagem romântica, para vir com os amigos e com toda a família.

Milos Island (Mηλος em grego) encontra-se a meio caminho entre Atenas e Creta. Milos é “a ilha das cores”, graças à sua origem vulcânica, que oferece praias e águas de beleza e cores únicas. A Ilha de Milos tem vôos diários e balsas freqüentes. O turismo aumenta a cada dia, e esse lugar mágico vai tocar seu coração.

O lugar ideal para tirar férias relaxantes e se divertir. Pessoas do mundo todo a cada dia descobrem Milos, um paraíso que certamente você nunca mais vai esquecer.

A ilha de Milos tem sete vilarejos, vamos chamar de cidades. Adamas, Triovassalos, Pera Triovassalos, Tripiti, Plakes, Plaka, Zefiria e Pollonia. Plaka é a capital da ilha, a maior cidade com 5 mil habitantes. Assim como em toda a Grécia, as igrejas brancas estão por todos os lugares: Visite as igrejas de Agia Triada e Agios Halarambos são incríveis.

Construída na colina na entrada do Golfo, está Plaka o lugar onde moro, e é também bem característico, com estradas estreitas, ruazinhas para se perder, cafés, bares, lojas, e o “Kastro” – de onde se tem uma vista incrível da ilha e um esplendoroso pôr do sol.

Plaka também tem muitos museus, como o “Folk Museum”, Museu Arqueológico, as Catacumbas, um dos primeiros teatros e muita história…

Tem muitos mais..no próximo post a gente continua desbravando Milos. Enquanto isso dá uma olhada nesse site link, que é legal para se ter uma ideia do lugar, de como chegar e muito mais.

Fim de semana abençoado!!!

Hoje é sábado, o dia está lindo e gostoso: 25 graus. Brisa fresca, mar azul turquesa com suas piscinas naturais, o aroma das flores, e o verão que vem chegando para dar a sua luz. Os turistas por sua vez também estão chegando, e a ilha está bombando a cada dia.

Me sinto muito abençoada de morar aqui. Aprender o idioma, enfrentar novos desafios, viver novas culturas e sempre estar aberta de coração para viver esse sonho azul. Viver na natureza é minha terapia, ouvir os pássaros cantando, as crianças sorrindo, é um impulso para cada dia ser melhor, mais positivo.

Em breve meu irmão está chegando e passaremos dias incríveis 🙂

Hoje é sábado, dia de aproveitar o dia! Espero que o seu sábado seja delicioso!

Kimolos – uma ilha pequena e fofa

Essa semana ainda vou fazer uma galeria e contar um pouco mais sobre Kimolos.

Muita gente tá me pedindo pra dar dicas de praias, de ilhas pra se conhecer por aqui, meios de transporte, enfim. Prometo que esse post vai rolar também 🙂

Enquanto isso, deixo um pouco do que rolou no fim de semana. Até encontrar uma praia selvagem, vazia e linda rolou. Aquela praia para você chamar de sua!!

Algo muito interessante da Grécia é que as praias são muito diferentes uma das outras. Tem praia com areia, sem areia, com areia branca, preta, pedras, conchas, enfim, uma variedade de tamanhos e tipos, mas a água azul turquesa está em todas. Ai só difere de azul royal, azul claro, verde, verde claro.. 🙂

Fim de semana em Kimolos :)

O fim de semana foi em Kimolos, uma ilha bem próxima à Milos, cerca de 20 minutos de distância e com uma população de 500 pessoas. Praias ainda selvagens, forte cultura local e um sossego e uma calmaria de agradecer.

Para chegar até Kimolos, você pega o ferryboat de Apollonia, cerca de 10 minutos de Plaka em Milos, paga uma taxa de 3 euros, curte o visual deslumbrante e pronto: já pode desbravar outro paraíso!!