Syros – a capital das Cíclades

Semana passada fui para Syros, que fica há 6 horas de viagem de ferry boat desde Milos. Ainda não conhecia a ilha e me surpreendi positivamente. Syros ou Syro, e em grego Σῦρος, é considerada a capital das ilhas Cíclades, a qual Milos, e tantas outras fazem parte.

Com cerca de 25 mil habitantes, achei a atmosfera incrível. Logo quando você chega no porto, já se depara com o seu tamanho, se comparada com onde vivo que possui 6 mil habitantes, já se percebe uma bela diferença na questão do tamanho da população. Achei a ilha urbana, porque ela é, mas um urbano que está sempre procurando o mar. É que por onde você anda, por todas as suas ruelas estreitas, o azul do mar está sempre entre elas.

E como gostei de caminhar por essas ruas cheias de flores, subidas e descidas, comércio por todos os lados, e sempre beirando o mar. A ilha possui avenidas largas também, uma vasta opção de bares, restaurantes, lojas e cafés.

14449919_10153769038662026_5913526051471950462_n

Fiquei hospedada na localidade de Hermópolis,  área mais central. Também fazem parte da ilha as localidades de Ano Syros ePosidônia.  Com construções  em estilo neo-clássicos, casarões e casas brancas, a cidade possui ainda numerosas igrejas, como de costume em toda a Grécia, mas lá muita gente além de ortodoxo, a maior religião daqui, também é formada por católicos, como temos no Brasil.

Curiosidades via Wikipédia

Durante os tempos romanos a capital de Syros era situada na área hoje correspondente a Ermoupoli. Ao fim da era antiga as invasões bárbaras e dos piratas, que infestaram o Egeu por muitos séculos, fizeram Syros declinar. Durante o período bizantino Syros era parte do Aegean Dominion, junto às outras ilhas Cíclades. Em 1204 foi conquistada pelos venezianos e francos, tornando-se então domínio de Veneza, como parte do Ducado do Egeu, iniciando o período latino, quando foi fundada Ano Syros e a maioria da população tornou-se católica, embora mantivesse a língua grega. Durante os três séculos e meio que durou o Ducado do Egeu, Siro possuiu um regime feudal singular.

14450001_10153771812437026_9054681037778155900_n

Gastos: 

Hospedagem em média de 30 euros por dia, o casal mais um bebê. Optamos por alugar um quarto com cozinha, banheiro e uma pequena sala. Saiu bem mais em conta, muito mais confortável e íntimo também. A localização era ótima e fazíamos tudo a pé.

Ferry Boat:

Cada passagem custa 13,50 euros, então ida e volta o casal: 54 euros.

Comida:

Varia do que você quer comer sempre né? Se optar por comidas mais rápidas como salada, o tradicional souvlaki vai gastar cerca de 5 a 10 euros por pessoa com bebida. Se optar por tavernas tradicionais que servem pratos da culinária grega como porco, bacalhau, greek salad vai gastar cerca de 40 euros por casal.

Não achei os preços tão diferentes de Milos. O local é cheio de opções, então pode agradar bem.

Ah, uma super hiper dica! Se você for pra Syros não deixe de ir almoçar um dia na praia de Kini. A praia fica há uns 10 minutos de carro do centro e vale super  a pena! Rodeada de restaurantes à beira mar me surpreendi com a variedade de delícias de sea food. Tudo fresquinho, servidos em ótimas porções.

Ah, e o período ideal é visitar até o final de setembro, depois disso as temperaturas começam a baixar, venta muito, e a maioria dos restaurantes próximos do mar estão fechados.

🙂 é isso!!

Valeu o passeio! Até a próxima!

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s